Últimos Posts
recent

Prova de Atividades Rítmicas e Expressivas

1) CITE TRÊS DEFINIÇOES DE RITMO, COM BIBLIOGRAFIAS DIFERENTES E SUA CONCLUSÃO.

2) QUAIS OS BENEFICIOS DOS TRABALHOS RÍTMICOS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FISICAINFANTIL (3 A 5 ANOS)?

3) EXPLIQUE:
RITMO BINÁRIO, TERNÁRIO E QUATERNARIO. UM EXEMPLO DE CADA.

4) QUAIS OS OBJETIVOS E BENEFÍCIOS DE SE TRABALHAR AS DANÇAS CIRCULARES NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA?

5) O QUE SÃO DANÇAS FOLCLÓRICAS?
FALE SOBRE O SEU TEMA DE SEMINÁRIO E COMO ESSE ESTUDO CONTRIBUIU EM SUA FORMAÇÃO.

6) EXPLIQUE TRÊS TIPOS DE DEFICIÊCIA E COMO VOCÊ TRABALHARIA A INCLUSÃO DOS ALUNOS PORTADORES DESSAS DEFICIÊNCIAS EM SUAS AULAS.

7) FAÇA O PLANEJAMENTO DE UMA ALUDA DE DANÇA ( CONTENDO: OBJETIVO, ESTRATEGIA, AVALIAÇÃO E MATERIAIS UTILIZADOS ) EXPLICANDO:
A) PARTE INIVIAL
B) PARTE PRINCIPAL
C) PARTE FINAL
ESCOLHA UM TEMA, A FAIXA ETÁRIA E OS PROCEDIMENTOS.
ESTA AULA DEVERÁ TER 50 MINUTOS DE DURAÇÃO.

8) CITE DEZ(10) MODALIDADES DIFERENTES DE DANA E EXPLKIQUE COMO VOCÊ INLUIRIA ESSES RITMOS
EM SUAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA.

9) FAÇA UMA AVALIAÇÃO SOBRE A DISCIPLINA DE ATIVIDADES RÍTMICAS E EXPRESSIVAS, COM PONTOS POSITIVOS E NEGATIVOS.

10) ESCREVA SOBRE SEU DESENVOLVIMENTO E DESEMPENHO NA DISCIPLINA DE ATIVIDADES RÍTMICAS E EXPRESSIVAS, ATRIBUINDO UMA NOTA COM JUSTIFICATIVA.


1) Ritmo (do grego rhuthmós [movimento regular]) é a sucessão de tempos fortes e fracos que se alternam com intervalos regulares. O termo é usual também para referir-se à variação da frequência de repetição de um fenômeno no tempo, notadamente os sons.
O estudo do ritmo, entoação e intensidade de um discurso chama-se prosódia. Existe também a prosódia musical, visto que a música também é considerada uma linguagem. Em poesia, o estudo do ritmo chama-se métrica. (http://pt.wikipedia.org/wiki/Ritmo)
Pulsação padronizada dos tempos, ou seja, a quantidade de batimentos que pode ser colocada em um ciclo pré-determinado denominado compasso.É também a essência da poesia onde se agrupam os valores de tempos combinados por meio de acentos como a volta periódica de tempos fortes e fracos num verso ou numa frase musical; ou movimento com sucessão irregular de elementos fortes e fracos; ou harmoniosa correlação das partes; ou cadência. (Bueno, 1996) (pt.scribd.com/doc/55486568/Conceito-de-ritmo)
O ritmo faz parte de tudo que existe no universo, é um impulso, o estímulo que caracteriza a vida. Ele se faz presente na natureza, na vida humana, animal e vegetal, nas funções orgânicas do homem, em suas manifestações corporais, na expressão interior exteriorizada pelo gesto, no movimento qualquer que seja ele. São combinações infinitas, possui diferentes durações e ou combinações variadas em diferentes formas de movimento, alternando-se com inúmeras formas de repouso. ( www.cdof.com.br/danca4.htm)
Portanto temos diversas definições de ritmos, mas a minha conclusão de ritmo, é que não se deve pensar em nada é o maior erro que se pode fazer, só é preciso sentir, tornar-se o som dos instrumentos, torne-se a batida da música, a flauta, o violão, a bateria, o baixo, o teclado, a vibração, torne-se a quase personificação da música, e o ritmo interno se desenvolve quase automaticamente.

2) A dança é trabalhada na escola como atividade e linguagem artística, forma de expressão, socialização, como conceito e linguagem estética de arte corporal e Cultura Corporal de Movimento Humano. Para as crianças enfoca o aspecto biopsicossocial, como forma de atividade para condicionamento físico, desbloqueio das articulações, coordenação motora, inclusão, respeito, visando bem estar e saúde.

3) Ritmo binário: Samba
Ritmo Ternário: Valsa
Ritmo Quaternário: Rock

4) Desenvolvem consciência corporal, orientação espaço-temporal, percepção, concentração e atenção. Experimentamos alguns sentimentos e emoções que unem o grupo, possibilitando a abertura de novos relacionamentos. Desenvolvem o apoio mútuo, a integração e a cooperação

5) A Dança folclórica trata-se de uma forma tradicional de dança recreativa do povo. Muitas das danças folclóricas têm origens anônimas e foram passadas de geração para geração durante um longo período de tempo
Tema do meu seminário: Dança do Vilão, percebi o quanto que era leigo no assunto das danças folclóricas, não sabia que havia tantas danças, foi importante na minha formação, pois quando eu entrar em uma escola para dar aula saberei como lhe dar com a situação e como trabalhar com os alunos mesmo sem muito materiais disponíveis.

6) Deficiência visual: quando se tem perca total ou parcial da visão.
Deficiência física: quando não tem movimento do corpo ou algum membro especifico.
Deficiência auditiva: quando se tem perca total ou parcial da audição.
Dependendo da deficiência de determinado aluno trabalharia junto com os alunos sem deficiência, ou seja no caso de quem fosse deficiente auditivo, faria com que o aluno que tenha audição ajudasse o deficiente a elaborar algo somente com visual, gestos, vibração, etc. Já os alunos com deficiência visual fariam uma valsa e os alunos sem deficiência teriam que guiar o seu par deficiente, assim fazendo com que os dois entrem em harmonia e confiança. No caso dos deficientes físicos (cadeirantes) bolaria alguma coreografia sobre as cadeiras, também poderia arrumar algumas outras cadeiras para os alunos que não for deficiente entender e ajudar o grupo também fazendo a inclusão de todos os alunos, utilizaria muito das danças circulares e danças folclóricas nesses casos.

7) Tema: Livre
Faixa etária: 9 à 10 anos
Procedimentos: Dividiria a aula em 3 partes sendo, primeira parte 15 minutos, segunda 20 minutos e terceira 15 minutos, utilizaria algum espaço livre na escola para a pratica da dança e utilizaria algum equipamento de som.
Objetivo: Trabalhar com a dança tendo como principal o desenvolvimento da linguagem corporal nos alunos através das atividades aplicadas e da apresentação de uma coreografia.
Estratégia: Tornar tudo lúdico e fazendo com que a aula seja chamativa para o aluno.
Parte inicial: teria 15 minutos, iria apresentar aos alunos algumas modalidades de danças, faria algo bem lúdico e descontraído para que eles fiquem mais soltos desbloqueando as articulações e perdendo a timidez, também pediria para que formasse grupos o que fizessem uma mini apresentação.

Parte principal: teria 20 minutos e nessa parte os grupos já teriam algum conhecimento, faria apresentação dos grupos, de uma maneira bem lúdica e descontraída

Parte final: teria 15 minutos depois de todas as apresentações faria algo bem relaxante com os alunos e reuniria os grupos em círculos e faria uma avaliação sobre o que eles acharam da aula como foi pra eles, se foi difícil ou não, que nota daria para eles.

8) Ventre, walk-dance, merengue, salsa, sapateado, ballet, break-dance, samba, country, tango, pop, quadrilha, danças circulares, danças folclóricas, flamenco.
Incluiria algumas dessas modalidades nas aulas de educação física, para melhorar o condicionamento físico, melhorar a coordenação motora, lateralidade, dimensão espacial, orientação espaço-temporal, concentração, atenção, e cooperação.

9) Pontos positivos: Estou muito satisfeito com a disciplina no meu ponto de vista, foi o que salvou o semestre, tivemos muitas palestras, aprendemos sobre como fazer a inclusão de alunos deficientes nas aulas de dança, aprendemos como podemos fazer a interdisciplinaridade (Luta+dança), também aprendemos como coordenar e apresentar um trabalho.
Pontos negativos: falta de espaço e equipamento de som

10) Meu desenvolvimento nesta disciplina foi bom pois eu já tinha alguma experiência com a dança, porem nessa disciplina pude ampliar muito meu conhecimento na arte dança, aprendi e desenvolvi coisas que nunca tinha visto na minha vida, daria nota 10 para mim, pois fui um aluno que compareceu nas aulas, participei, e colaborei com algumas coisas.

Raynner Barbalho

Raynner Barbalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.